Textos








Prefácio
Eliane Triska
 
 
Sol de inegostável beleza
fa-la onde os poetas
extraem em si
o primeiro , a grande fortaleza.
Som inaugural que sustenta
a sequência da pauta às infinitas melodias,
gestando, em ecos mí-micos,
um novo universo re-criado em poesia.
 
 

 

Homenagem de Lizete Abrahão
 

 

Minha homenagem a esses poetas que escreveram versos em pauta musical.
 
 
 
Eis as notas, sem dó,
Aplaudindo do sol,
A Ciranda em si bemol .
 
 

 

 
Semblante
Eliane Triska
 
Quando é a vez da dor
dizer de Si,
o universo orquestra em Mi...
 
Canoas/RS
 
***
Semblante
Sylvia Cohin
 
Quando é a vez da Dor
dizer de mi,
o Universo ecoa: de si...
 
17.09.2012
 
***
A outra face
Áurea Miranda
 
Mas quando o amor
supera a dor
o de si.
 
Porto Alegre/RS
 
***
Semblante
Maria Thereza Neves
 
Quando ecoa o amor
o que dizer a ti
sinfonia em mi!
 
Setembro/Juiz de Fora/MG
 
***
Face morta
Naidaterra
 
Morre em mi o amor,
vivo a dor em dó,
não há aqui, só ...
 
***
Face Ausente
Gui Oliva
 
E quando o amor soa
e desafina em fá,
será que não estás?
 
Santos/SP
 
***
 
Semblante
MercíliaRodrigues
 

Quando a vez da da dor,
muda-se em sol,
escoro-me no mi em arrebol!
 
***
Semblante
Adelia Mateus
 
Quando há amor de lá,
os olhos brilham em mi,
aquece sol em si !
 
***
Semblante
Candy Saad
 
 
Quando teu ré soa amor
teu mi deixa-me fusa
equilibro-me no dó maior....
 
***
Semblante
Cônsoli
 
sol em mi
quando vejo a beleza
num concerto em si!
 
***
Semblante
Rita Rocha
 
Queima-me a pele, o sol,
Escondo-me lá,
Dou e fico em mi.
 
***
Semblante
Clara da Costa
 
Voo para
Danço uma sinfonia em mi
Enlouqueço de saudade em dó.
 
Praia de Pipa/RN
 
***
 
Semblante
Susana Custódio
 
Lá, onde se ergue o sol,
Recordo-me de si,
E em mi abrem-se sorrisos.
 
 
19/setembro/2012-Portugal
 
 
***
Semblante
José Ernesto Ferarresso
 
 
Venho do lado de
Ando em fugindo
Não esqueço sua tez em mi.
 
***
Semblante
Nara Pamplona
 
Quando murcha meu coração
O invade o espaço
E o mi, resssentido, lembra em si.
 
***
 
Minha face
Vera Jarude
 
Em mim
sou sem
e continuo sem sol.
 
***
Semblante
Anna Müller
 
A dor em no espelho;
sol angustia em mi
longe de
 
***
Semblante
Zenaide Giovinazzo
 
 
Teu rosto vazio
é triste e sombrio...
Falta-te o sol!
 
 
SP/19/09/2012
 
***
 
Semblante
Humberto-Poeta
 
Sem ter o sol no semblante ,
sem dó, eu caminho à
até toná-lo radiante.
 
***
 
Semblante
Theca Angel
 
A dor estampou em mi
a tristeza de si
Em verteu-se o sol!
 

 

Parabéns, poetas e poetisas!
Muito obrigada pela companhia
Grata à Anna Paes pela bela arte.
 
Eliane Triska 

Canoas, 25 de setembro de 2012

Eliane Triska
Enviado por Eliane Triska em 24/09/2012
Alterado em 25/09/2012

Música: Tema de Amor - Desconhecido

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários